GUP! Desenvolvimento

Comunicando as Promoções de Cargo

Neste texto não vamos falar sobre o impacto financeiro de promover um colaborador, não vamos falar sobre o aumento que isso gera em cálculos de férias, horas extras, 13°salário etc. Vamos falar sobre a mensagem que é passada para todo o restante da equipe e da empresa quando um profissional é escolhido para promoção.

Vamos imaginar um cenário no qual temos uma equipe composta por dez colaboradores atuando no mesmo cargo, responsabilidade e em um certo momento resolvem promover um profissional, o Ricardo. Qual a mensagem que a empresa está enviando para seus outros 9 colaboradores? De que o comportamento do Ricardo é o que a empresa espera, de que ele é o mais adequado para aquela posição, de que se todos fossem um pouco mais como o Ricardo teríamos uma empresa melhor, pois ele tem o melhor desempenho, as melhores avaliações pelos clientes, fecha os melhores contratos e por aí vai…

Porém não necessariamente os outros 9 colaboradores (ou o restante da empresa) sabem que o Ricardo possui aquele desempenho acima do esperado… Sendo assim, cada um, baseado naquilo que sabe sobre o Ricardo, gera seu próprio entendimento sobre o que a empresa valoriza. A única coisa que o João acha que sabe sobre o Ricardo é que ele vive discutindo com fornecedores pelo telefone, sendo assim, “a empresa valoriza quem esfola fornecedor” é o que ele pensa. João passa a ser mais duro no relacionamento com seus fornecedores.

A única coisa que a Maria sabe sobre o Ricardo é que ele é homem, que o chefe deles é homem e que o chefe do chefe é homem, sendo assim, “a empresa só dá oportunidade para homens” é o que ela pensa. Maria fica desmotivada e sente que nunca vai crescer na empresa.

A única coisa que o Carlos acha que sabe sobre o Ricardo é que ele sempre vai trabalhar de terno, sendo assim, “a empresa valoriza quem se veste daquela maneira”. Carlos compra 5 ternos para o trabalho.

A empresa tinha a chance de reforçar algo que valoriza, porém acaba deixando que cada colaborador siga por um caminho, que não necessariamente vai de encontro com a expectativa da direção da empresa.

E qual a solução? Comunicação. Clareza. Transparência. Explicar o motivo que levou a escolha de Ricardo para ocupar o novo cargo. Ressaltar por exemplo que o atendimento ao cliente por fazer parte da missão da empresa é um ponto de destaque no desempenho do Ricardo, que não poupa esforços para que os clientes sejam completamente atendidos, ele acompanha tão de perto sua carteira de clientes que ele já consegue antecipar a necessidade deles, propondo soluções e parcerias duradouras. Dessa forma, o Ricardo recebe o reconhecimento que vai estimulá-lo a continuar com o ótimo desempenho, ele pode ser utilizado como exemplo de atuação para o restante da equipe, um multiplicador de boas práticas, além de tornar claro e transparente o processo, mostrando que existe meritocracia, incentivando que mais pessoas sigam o comportamento em busca de crescimento dentro da empresa.

Todos ganham: empresa, cliente e funcionários!

Paulo Araneda
Consultor de Gestão de Pessoas