GUP! Desenvolvimento

EQUIPES: 1 + 1 não pode ser igual a 2

Já encontrei algumas definições diferentes para a ideia de EQUIPE e aqui vou discutir basicamente uma ideia principal que defendemos quando pensamos em equipes de alta performance.

Acredito que você já tenha se deparado com a definição de equipe que diz: “grupo de pessoas que trabalha com um objetivo em comum, uma meta/desafio a ser superado”. Gosto muito da ideia desse objetivo em comum (inclusive isso faz parte de um outro artigo nosso), realmente esse é um aspecto fundamental para qualquer organização que busca sucesso, crescimento e novos patamares, porém a principal reflexão que quero provocar é a seguinte:

Imagine que temos o PROFISSIONAL 1 (que trabalha sozinho!). Esse profissional é responsável por X RESULTADO (seja esse “resultado” uma quantidade ou qualidade atingida). Imagine agora que temos o PROFISSIONAL 2 (que também trabalha sozinho!), esse profissional também é responsável por X RESULTADO.
Ao juntarmos essas duas pessoas em uma mesma sala, mas sem que eles pensem em equipe, sem que se ajudem, eles ainda vão entregar 2X de RESULTADO.

Quando começamos a pensar em equipe, as pessoas construindo o resultado juntas, se apoiando, trocando, incentivando o crescimento e troca de ideias, queremos então que esses 2 PROFISSIONAIS juntos sejam responsáveis por MAIS DO QUE 2X DE RESULTADO. Se estamos juntando as pessoas, todas em uma mesma sala, mas para alcançarem o mesmo resultado que alcançariam sozinhas…. sinto dizer, mas não temos uma equipe!!!

O que fazer então para garantir que as equipes estão realmente trabalhando e entregando como EQUIPES?

A partir das próximas semanas abordaremos como algumas ações de GESTÃO DE PESSOAS podem apoiar para que as EQUIPES se tornem mais do que simplesmente “pessoas que estão em um mesmo espaço físico”.

E para você? O que é uma equipe de alta performance?
Conhece ou faz parte de uma? Não deixe de comentar aqui e compartilhar as boas experiências!

Paulo Araneda
Consultor de Gestão de Pessoas