GUP! Desenvolvimento

COMO SOLUCIONAR O SUBAPROVEITAMENTO DE COLABORADORES

Colaboradores desmotivados, alta rotatividade de pessoal, erros acontecendo repetidamente. Parece um pesadelo na vida de muitos gestores e a causa pode estar relacionada ao subaproveitamento da equipe.

Quando o nível do desafio é muito maior do que a capacidade intelectual e emocional do colaborador, é gerado estresse em um nível que prejudica tanto as entregas do trabalho quanto a saúde mental do colaborador, mas o contrário também é bastante ruim.

Muitos colaboradores se queixam de que não possuem oportunidades de crescimento na empresa ou que não são desafiados o bastante. Sentem que possuem energia e potencial para entregar muito mais mas não enxergam espaço para isso. E no oposto do estresse / ansiedade, percebemos profissionais entediados que vão perdendo o brilho nos olhos e até indo embora da empresa.

A boa notícia é que existem ferramentas para identificar e aproveitar adequadamente os potenciais de cada colaborador e nesse artigo destacamos três: 1) análise de perfil comportamental, 2) avaliação de desempenho com critérios claros e conectados as estratégias da empresa e a 3) definição do Plano de Desenvolvimento Individual (PDI).

A primeira visa mapear quais são os comportamentos necessários para o desempenho efetivo de cada função e se existe aderência dos candidatos ou colaboradores, apoiando tanto a empresa quanto os profissionais a tomarem as melhores decisões para ter a pessoa certa no lugar certo.

A segunda ferramenta, a avaliação de desempenho possui como objetivo a definição de critérios claros para mensurar se o colaborador está desempenhando conforme as expectativas do cargo. Essa avaliação pode ser feita por diversas fontes que se complementam: autoavaliação, gestor imediato, diretoria, pares, subordinados e fornecedores. A escolha da quantidade de fontes de avaliação depende da maturidade da empresa para lidar com essa ferramenta e o propósito da ação.

E por último, e talvez a mais importante é a definição em conjunto entre colaborador e gestor do Plano de Desenvolvimento Individual (PDI). Normalmente acontece em conjunto do momento de feedback da avaliação de desempenho e são definidos de 02 – 03 compromissos que cada colaborador deverá realizar no próximo período para que se desenvolva de acordo com o que a empresa precisa e que também faz sentido para a sua carreira.

Realizar ações estratégicas de gestão de pessoas proporcionam equipes mais motivadas e engajadas nos objetivos da empresa, fazendo com que todos alcancem resultados cada vez maiores e mais sustentáveis. Todo mundo ganha!

GUP! Desenvolvimento / gestão de performance sustentável