GUP! Desenvolvimento

QUAL É MELHOR: FEEDBACK OU FEEDFORWARD?

O feedback (termo em inglês que significa “olhar para trás”) é uma das ferramentas mais poderosas de gestão de pessoas, pois ela permite que gestores, equipes e colegas de trabalho tenham conversas específicas sobre ações que já aconteceram no passado e geraram resultados negativos ou positivos.

 

O principal objetivo do feedback é que essa conversa afete o comportamento do colaborador no futuro, seja porque ele fez algo muito bom e deve continuar por esse caminho ou porque ele teve uma má conduta que não deverá ser repetida.

 

Muitos gestores evitam conversar com as suas equipes para redirecionar os seus comportamentos pois acreditam que isso desmotiva os colaboradores por serem conversas críticas e chatas. Mas aqui está um grande ponto de atenção: um feedback bem realizado deve inspirar na outra pessoa o desejo de mudar e fazer coisas melhores. Para isso existem técnicas do que falar, como falar e principalmente OUVIR o que o outro tem a dizer.

 

Em complemento ao feedback, também existe o feedforward (termo em inglês que significa “olhar para frente”) com o objetivo de orientar os colaboradores sobre as competências (conhecimentos, habilidades e atitudes) que precisam ser desenvolvidas para que sigam em constante evolução.

 

Esse conceito foi criado por Marshall Goldsmith, autor de diversos livros, dentre eles “Feedforward”. Marshall é reconhecido como um dos mais influentes especialistas em gestão pela Thinkers50, da AMA.

 

Ainda mais do que no feedback, a capacidade de ouvir e entender as reais necessidades do colaborador são cruciais para que o feedforward seja efetivo, afinal é necessário compreender quais são as suas expectativas para que orientações poderosas possam ser feitas. Exemplos de perguntas a serem feitas:

  • Com você espera estar daqui a um ano?
  • Quais são as competências que precisam ser desenvolvidas para que esse desejo se torne realidade?
  • Quais ganhos você terá ao se empenhar e concretizar esse desenvolvimento?
  • O que você pode começar a fazer agora?

 

Na GUP! Desenvolvimento temos como missão proporcionar mais felicidade e resultados nas relações de trabalho e buscar o alinhamento entre as demandas da empresa e dos colaboradores é essencial para que esse binômio seja concretizado.

 

Isso significa que nas conversas de feedforward é muito importante que o gestor tenha clareza da visão da empresa (aonde ela quer chegar), dos desafios a serem percorridos e assim possam definir as competências a serem desenvolvidas que serão benéficas para ambos. Todo mundo ganha.

 

Agora que entendemos a importância e diferenças entre feedback ou feedforward, podemos concluir que são ferramentas complementares e ambas devem ser utilizadas nas empresas para melhorar o engajamento e performance de todos os colaboradores.

 

Carol Freitas – GUP! Desenvolvimento l gestão de performance sustentável