GUP! Desenvolvimento

A PESSOA CERTA NO LUGAR CERTO

Fazer a gestão de uma equipe de trabalho é algo que acaba inevitavelmente gerando dúvidas. Algo natural tendo em vista que cada profissional possui um perfil diferente, uma personalidade única e está inserido em um momento de vida/carreira específico.

 

Todos esses são fatores relevantes para a forma como devemos lidar com cada membro se o nosso objetivo é apoiar para que todos façam parte de uma equipe de alta performance, com engajamento e envolvimento com a empresa.

A grande questão então é: como fazer isso?

 

Abaixo algumas dicas de itens que você deve levar em conta na relação com sua equipe, para que possa utilizar esses pontos para alavancar as performances e resultados:

 

Conhecer os SONHOS e METAS individuais

Se você em algum momento já disse algo como “eu com a idade dele/dela iria abraçar essa oportunidade XPTO com todas as forças”, você está levando em consideração o que a pessoa quer? ou está concentrado na sua experiência de vida apenas?

 

O ponto principal aqui é abrirmos mão da crença de que “o que eu julgo interessante pra mim, logicamente é algo interessante para todos que estão no início da carreira que eu tive”. Devemos entender que pessoas diferentes querem chegar em lugares diferentes, construir carreiras diferentes e nem todo mundo quer ser igual a você (por mais brilhante que você seja!)

 

Conhecer os MOTIVADORES no ambiente de trabalho

Todos possuímos uma preferência por algum tipo de ambiente no local de trabalho, pois mesmo que a nossa rotina de trabalho ou procedimentos específicos nos forcem a executar o trabalho de alguma forma, ainda assim, não necessariamente aquele é o jeito que nos deixa mais à vontade.

 

Há pessoas que preferem ter mais autonomia e independência enquanto outros preferem atuar como apoio e suporte. Alguns preferem lidar com pessoas, convencê-las por meio da persuasão e encantamento ao contrário de quem sente-se mais à vontade com trabalhos mais analíticos e individuais. Temos também pessoas mais dinâmicas, aceleradas, em contrapartida ao ritmo mais metódico e focado na qualidade de outros perfis. E para encerrar, existem indivíduos que preferem ser os mantenedores das regras, garantindo que o procedimento é seguido, enquanto existem outros que querem criar alternativas e novos procedimentos para solucionar os problemas antigos, repensando a forma de agir e enxergar as situações.

 

E aí você vai me dizer: não adianta de nada a pessoa querer algo se o trabalho dela exige o contrário

Se pararmos para entender os motivadores dos profissionais das nossas equipes, vamos conseguir ter diversas informações valiosas e um dos pontos principais é conseguir enxergar com mais clareza se a empresa tem A PESSOA CERTA NO LUGAR CERTO.

 

Cada pessoa tem seus próprios motivadores e atendê-los ajuda no engajamento, evitando inclusive o risco de desengajamento.

Imagine o quanto uma pessoa produz e está engajada se nenhum de seus motivadores é atendido… agora imagine uma pessoa que esteja com a maioria de seus motivadores sendo atendidos! Essa segunda pessoa tem o potencial para ser um destaque na sua empresa!

 

Não estamos dizendo que você precisa mudar todo mundo de área, mas podemos pensar em ações pontuais, por exemplo, a pessoa que está hoje em um cargo onde tem que seguir um script, padrão e normas o dia todo enquanto na realidade gostaria de utilizar da sua criatividade, poderia ganhar um projeto pontual, alguma iniciativa na qual ela possa usar da sua criatividade. O envolvimento e engajamento pode ser tanto que não tem como prever quais os resultados que virão: talvez essa pessoa prove que merece uma oportunidade em outra área ou ela acabe desenvolvendo uma nova solução para os clientes da empresa (quem sabe?).

 

E você, já tem a preocupação de conhecer a sua equipe?

Compartilhe conosco a sua experiência!

 

Paulo Araneda – GUP! Desenvolvimento l gestão de performance sustentável